Coaching Lifestyle: o estilo de vida do Coach Magnético

Ola, tudo bem? Meu nome é Tiago Yalcon e eu sou o fundador do blog Coaching Lifestyle e se você já se perguntou:

  • “É realmente possível viver de Coaching?”
  • “Posso me tornar um coach de sucesso, um palestrante reconhecido pelo trabalho memorável?
  • “Consigo ajudar as pessoas a conquistarem seus sonhos e cumprir com meu propósito de vida?”

… Então você está no lugar certo.

Esse site sobre coaching é provavelmente diferente de tudo o que você já viu pois aqui nosso foco é mostrar como você pode não apenas ser um ótimo coach mas principalmente como viver exclusivamente dessa profissão. O coach de sucesso é aquele tem habilidades que vão além do domínio das técnicas de coaching – e é por isso que ele se destaca dos demais.

Neste blog eu explico quais são essas habilidades e compartilho técnicas sobre como atrair mais clientes, como melhorar a sua imagem pessoal e ganhar o que você merece no final do mês.

yalcon-2

Sou coach há 8 anos e nesse período acumulei mais de 5 mil horas em atendimentos individuais e formei quase 2.000 alunos entre Master Coach, Coach e Líder Coach. Nesse período, percebi que a maioria dos profissionais que se formam têm dificuldade em assumir a nova profissão seja por insegurança de conseguir fazer um bom atendimento ou de manter o padrão de vida da sua antiga profissão.

Foi dessa observação que surgiu a ideia de fazer esse blog. Eu também já passei por isso. Antes de ter o estilo de vida atual, antes de trabalhar como autônomo e ter o dinheiro e o tempo necessários para cuidar de mim e viajar, eu vivi esses mesmos conflitos. E o que me trouxe até aqui não é nenhum truque ou segredo, apenas muitos anos de trabalho e estudo.

Posso te dizer que o mais importante nesse processo foi assumir que eu queria um novo estilo de vida e trabalhar por ele. Se eu consegui chegar até aqui, qualquer outro coach consegue. Afinal, o Coaching também é a minha segunda profissão.

Você quer participar desse grupo de coaches magnéticos, com um estil o de vida flexível e próspero? Junte-se a nós e não perca nenhum artigo.

Antes de ser coach, eu era médico. Nasci em Criciúma, Santa Catarina, numa família simples que sempre investiu em estudos. Quando adolescente, tinha paixão em lidar com pessoas e por isso optei pela Medicina. Porém, ainda na faculdade suspeitei que talvez aquela não fosse a melhor escolha para mim.

Eu sempre quis viver sem rotina e acreditava que a vida deveria ser baseada em viagem, fazer amigos e diversão. Mesmo assim, me formei como médico e trabalhei muitos anos nessa profissão. O início foi muito árduo, demorei a conseguir manter um consultório e cheguei a acumular uma dívida de R$ 50 mil.

Depois de adquirir certa estabilidade, fiz a formação de coaching, mas ainda não me via trabalhando na área. Aquela era apenas uma possibilidade de renda extra para poder quitar completamente as dívidas. No início, o coaching representava apenas 10% da minha renda total, mas depois de alguns anos, passou a se igualar com o que eu ganhava como médico.

Eu me vi com a possibilidade de escolher entre ser Coach em tempo integral ou continuar Medicina. Já não era uma questão financeira mas de estilo de vida. Fiquei maravilhado com a ideia de poder trabalhar sem horários fixos, em casa e ter mais tempo para viajar. Era o que eu queria desde criança.

Mas, logo me veio o medo. E se eu não conseguisse dobrar a minha renda como Coach? Como manteria o meu padrão de vida? E a minha família, como eles aceitariam o fato de que eu não seria mais reconhecido como médico e que abandonaria essa profissão tradicional?

A insegurança era grande. Para dar esse passo, eu encontrei forças no meu propósito de ajudar as pessoas a alcançarem seus sonhos e no meu próprio sonho de ter uma vida flexível. Foi uma transição gradual e planejada, mas extremamente libertadora para mim.

Descobri que o coaching não era como a medicina: os clientes não vêm atrás de você porque têm um problema. Muitos sequer sabem o que é o coaching! Para conquistar os coachees, tive que retomar habilidades de venda, precisei treinar a minha comunicação sobre o processo de coaching, praticar o marketing pessoal, reforçar a minha autoridade.

Hoje posso me orgulhar de dizer que já formei milhares de coaches em 5 países. Uma verdadeira realização pessoal.

yalcon-3

Ser um Coach Magnético é um estilo de vida. Não é porque meus horários são flexíveis que eu não tenho que trabalhar seriamente no meu negócio. Levo muito a sério os meus atendimentos pois meus clientes depositaram a sua confiança em mim. Além disso, reservo um tempo para dedicar à divulgação do meu trabalho.

Porém, não abro mão do cuidado com a minha saúde, o tempo com a minha família e, principalmente, as viagens que eu faço, muitas delas para meu próprio desenvolvimento pessoal. Afinal, foi para isso que decidi seguir essa jornada.

Eu acredito que as pessoas devem abraçar o futuro que desejam e, por isso, quero ajudá-los a encontrar o equilíbrio entre a responsabilidade e a coragem para fazer essa transição.

Se você acredita que esse é o caminho que você deseja, coloque seu e-mail abaixo para se juntar a esse grupo e receber novos conteúdos.

Imagine você atendendo 4 ou 5 clientes por dia e sendo procurado para fazer coaching. Veja

Imagine você com autonomia de tempo e dinheiro, ganhando o que sempre desejou e atendendo 4 ou 5 clientes por dia. Pense como seria poder trabalhar de casa ou viajar e atender e qualquer lugar. Como você se sentiria se pudesse trabalhar com algo que tem um propósito maior, que vai deixar um legado na vida das pessoas.

Visualize você dando palestras e sendo reconhecido por sua sabedoria, inteligência e, mesmo assim, ter tempo para estar com a família e cuidar do corpo.

Mesmo que você não consiga se imaginar trabalhando exclusivamente com coaching, sem horários fixos e podendo trabalhar de casa ou em outra cidade, eu quero te fazer um convite.

Conheça as ferramentas para torna-se um Coach Lifestyle. Aprenda com o conteúdo que eu compartilho. Para ter acesso a tudo que escrevo, cadastre seu e-mail. Você vai ver que sim, é possível.